O Crematório e Cemitério da Penitência fica no Bairro do Caju, na Zona Portuária do Rio de Janeiro. A marca é reconhecida pelo seu know how em serviços cemiteriais. Atualmente gerido pelo Grupo Cortel, o empreendimento passou por expansão e modernização, com novas instalações e implantação de serviços e programas humanizados.

A empresa foi fundada em 05 de março de 1875. O seu espaço é considerado um “museu ao ar livre”, pois contempla obras de arte que marcaram a História do Brasil. O cuidado com a preservação histórica é uma das características marcantes do Crematório e Cemitério da Penitência, que também oferece à comunidade carioca serviços especiais, como as missas in memoriam e as palestras do grupo Amigos Solidários na Dor do Luto.

Nossa história

A Irmandade da Ordem Terceira da Penitência surgiu em 1619, no morro de Santo Antônio, funcionando inicialmente numa capela transversal à Igreja do Convento Franciscano de Santo Antônio.

Em meados do século XVII, teve início a construção de um templo próprio, cujas obras levaram mais de um século para serem concluídas.

Inicialmente, os Irmãos da Penitência eram todos enterrados na Igreja Conventual, até a conclusão das obras na igreja própria, onde passaram a ser sepultados. No início do século XIX, foram construídas catacumbas nos fundos do templo, mas logo chegaram a capacidade máxima. Com a proibição de enterramentos nas igrejas em 1850, os irmãos tiveram a ideia de erguer um campo santo próprio.

No dia 10 de junho de 1857, a Irmandade da Ordem Terceira da Penitência solicitou à Santa Casa de Misericórdia a cessão de um terreno de 65 braças, localizado em frente à praia de São Cristóvão. O pedido foi deferido pelo Provedor e, assim, o novo cemitério começou a funcionar em 1º de março de 1858. Dessa forma, os sepultamentos nas catacumbas do morro de Santo Antônio foram encerrados e as sepulturas que estavam lá, transferidas para o novo espaço.